Para experimentar as funcionalidades deste website, são necessários cookies. Por favor ative os cookies e atualize o navegador. Após a atualização, uma gestão de diálogo de cookies será apresentada.

Este website utiliza cookies por razões de funcionalidade, conforto e estatística. Você pode alterar essa configuração a qualquer tempo. Se você concorda com o uso de cookies, por favor clique em “SIM, eu concordo”. Nossa política de privacidade

 

FAQ - Perguntas mais frequentes

Conformidade

Contato de conformidade


Robert Bosch Ltda.
Compliance Officer
Rodovia Anhangüera, Km. 98
Campinas/SP
Brasil

O que queremos dizer com Compliance?

Compliance significa observar as leis e regulamentos da companhia. Em outras palavras, todas as atividades comerciais do Grupo Bosch e de seus associados devem obedecer a todos os requisitos legais, o Código de Conduta de Negócios e quaisquer diretrizes aplicáveis e diretivas centrais que de alguma maneira se refiram ao tópico (“Princípio da Legalidade”).

Compliance diz respeito aos associados, uma vez que todos são afetados – direta ou indiretamente – pelas violações: por um lado, as violações da lei podem levar a um processo criminal, dependendo da seriedade do caso. Por outro lado, elas também prejudicam a companhia, tanto em termos materiais quanto à imagem pública do Grupo Bosch.

O resultado é uma deterioração na eficiência comercial da companhia, e consequentemente em seu lucro.

Compliance também se refere às relações comerciais entre a Bosch e terceiros: a Bosch não quer estar envolvida na violação de terceiros ao Princípio da Legalidade.

Compliance – algo novo para a Bosch?

Para a Bosch, observar às leis e os regulamentos da companhia não é nada novo.

Desde o início da companhia como uma “oficina de mecânica fina e eletrotécnica” em 1886, o gerenciamento adequado e legal sempre foi uma questão de máxima importância para Robert Bosch.

O que deve ser feito se o Princípio da Legalidade for violado?

Independentemente dos gestores, é dever de cada colaborador e cada parceiro de negócios da Bosch denunciar qualquer possível violação ao Princípio da Legalidade e deste modo você ajuda a limitar as consequências de tais violações e prevenir que condutas ilegais aconteçam no futuro.

As denúncias podem ser feitas das seguintes maneiras:

1. Denúncia ao gestor ou pessoa de contato na Bosch

Sempre que possível, as violações de regulamentos legais ou internos da companhia devem, por princípio, ser reportadas ao gestor ou pessoa de contato na Bosch e tratada através dos canais normais.

2. Denúncia direta ao Compliance Officer

Entretanto, se a pessoa que está reportando, supor que o assunto não pode ser tratado através dos canais de denúncia normais, ela pode recorrer ao Compliance Officer como uma pessoa de contato neutra e independente.

3. Canais de reporte do Programa de Compliance da Bosch

Se a pessoa que está reportando supor que poderá incorrer a uma perda pessoal como resultado da denúncia, ela pode preservar seu anonimato reportando uma possível violação da legalidade, através dos canais de reporte do Programa de Compliance da Bosch.

O provedor de serviços que opera os canais de reporte do Programa de Compliance para a Bosch irá encaminhar ao Compliance Officer ou ao Comitê de Compliance, quaisquer denúncias que receber através desses canais.

Quem pode reportar violações ao Princípio da Legalidade?

• Qualquer colaborador, incluindo estagiários e aprendizes;

• Pessoas contratadas externamente, tais como: funcionários prestadores de serviços ou associados;

• Qualquer parceiro de negócios, tais como: fornecedores, clientes, ou parceiros em joint venture;

• Qualquer terceiro.

Quais violações devem ser reportadas?

É importante que os assuntos a serem reportados possam indicar uma transgressão criminal – tais como: roubo, fraude ou suborno – ou uma violação sistemática das leis ou regulamento interno da companhia, como descumprimento deliberado dos padrões de qualidade/segurança ou com os "Princípios de Responsabilidade Social".

Uma suspeita sem provas é suficiente para uma denúncia?

Para fazer uma denúncia é preciso considerar cuidadosamente os seguintes critérios:

Há sérios indícios de mau comportamento?

Estes indícios justificam a investigação de um colaborador ou parceiro de negócios Bosch que pode, na verdade, estar agindo legalmente?

Conduzir investigações, coletar evidências que vão se sustentar no tribunal, e instituir qualquer procedimento que possa ser necessário, é responsabilidade do Compliance Officer. Eles recebem suporte de especialistas dos departamentos responsáveis, que têm treinamento e poderes necessários.

As pessoas que denunciam violações devem temer retaliação?

As pessoas que denunciam possíveis questões de compliance na melhor de suas intenções e boa-fé, não devem temer nenhuma retaliação por parte da companhia como um resultado da denúncia.

Se estiver claro que os canais de reporte do Programa de Compliance da Bosch tenha sido mal usada, por exemplo, se os assuntos reportados não tiverem fundamentos para uma investigação séria, a Bosch reserva o direito de tomar as ações legais ou disciplinares contra a pessoa que esteja fazendo a denúncia.

Denúncias anônimas são compatíveis com os valores Bosch?

Sim. É sempre necessária uma evidência adicional que incrimine. Se a evidência é descoberta como resultado de uma denúncia anônima, o colaborador envolvido deve responder pela ilegalidade comprovada. Mas, se não há fatos que suportem a denúncia anônima, o assunto será tratado como se nunca tivesse acontecido. Não há risco de nenhuma consequência para o colaborador acusado. Em particular, o assunto não será documentado em seu arquivo pessoal.

Além disso, denúncias anônimas não são novidade. A companhia recebeu denúncias anônimas no passado, e teve que levá-las adiante. O que é novo sobre essa situação é que os colaboradores e terceiros agora têm um canal de denúncias e, na pessoa do Compliance Officer, um contato claramente definido. Este, de sua posição de neutralidade, possui responsabilidade assegurar que a situação seja esclarecida rapidamente e que seja justa.

O que exatamente acontece com uma denúncia?

O Compliance Officer é responsável pela investigação e adequado tratamento das denúncias encaminhadas (se necessário com o suporte dos departamentos responsáveis da Bosch ou especialistas externos). Este iniciará qualquer procedimento necessário.

Se o caso for de especial relevância, por exemplo, se membros da alta gerência estiverem envolvidos, ou se houver risco de dano considerável ao Grupo Bosch, seja financeiramente ou relativo à imagem, a área corporativa de Compliance também será imediatamente alertada.

O que acontece exatamente com um informe?

O Compliance Officer é responsável pela investigação dos informes enviados e por sua resolução de modo apropriado (se necessário, com o apoio dos departamentos especializados da Bosch ou de especialistas externos). Se necessário, ele inicia todos os passos eventualmente requeridos. Se o caso tiver especial significância, por exemplo, se houver envolvimento da alta gerência ou houver risco de danos consideráveis ao Grupo Bosch, seja em termos financeiros ou de imagem, o Comitê de Conformidade será alertado imediatamente. Esse comitê – constituído por pessoas responsáveis pela Auditoria Interna e Serviços Legais Corporativos – coordena a observação global dos requisitos de conformidade no Grupo Bosch.

Documentação e transparência

Cada denúncia e medidas tomadas devem ser documentadas pelo Compliance Officer. Uma vez que a adequada atenção tenha sido dada aos interesses das partes envolvidas, a pessoa que apresenta a denúncia pode questionar sobre a situação das investigações. Se a investigação sobre um assunto for suspensa devido à falta de evidência suficiente, a pessoa acusada será devidamente informada, considerando que fora chamada a depor no curso da investigação ou tenha solicitado tal informação.

Proteção dos dados pessoais

Qualquer denúncia de violação da legalidade envolverá normalmente a divulgação de dados pessoais. O recebimento e processamento de tais denúncias, portanto, pressupõem que as pessoas confirmem que elas tenham sido informadas das leis de proteção de dados e deem seu consentimento para que seus dados pessoais sejam usados no curso das investigações do caso de compliance.