Brasil

Vida descomplicada

A Bosch está ensinando o veículo
como digirir

É provável que girar o volante e pisar nos pedais pareçam tarefas igualmente pré-históricas daqui a alguns anos, a partir da popularização dos veículos autônomos.

Eles já estão sendo testados por empresas em vários lugares do mundo, inclusive pela Bosch, que conduz projetos na Califórnia e na região de Stuttgart. Sensores, radares, computadores e unidades de controle eletrônico guiam o automóvel pelas ruas, desviam de obstáculos e o levam ao destino, sem necessidade de intervenção humana.

Uma das consequências da novidade e talvez a principal delas, é o aumento da segurança, eliminando falhas humana, já que tecnologias como a frenagem automática de emergência (AEB) – detecta obstáculos na via e freia o veículo antes de qualquer incidente e o piloto automático (ACC) que adapta a velocidade e a distância de acordo com as condições do tráfego.

A segurança deve aumentar também porque cada vez mais a frota será interconectada. Com os veículos “conversando” entre si, será possível distribuir o fluxo de trânsito em diferentes vias.

Conectado a outros aparelhos, o automóvel será parte ativa da internet das coisas – poderá indicar e reservar hotéis próximos da região onde trafega ou acionar equipamentos domésticos.



Nossos filhos precisarão aprender a dirigir?

Alguns especialistas apostam que não, conta o jornalista Igor Napol, editor do site TecMundo Auto. E isso deve acontecer rápido – as crianças que estão nascendo hoje provavelmente não terão de aprender a guiar.

TecMundo

Já imaginou como seria a sensação de estar num carro que dirige sozinho? Descubra!

Teaser link icon
8

Vida descomplicada

No futuro, o carro será seu assistente pessoal, economizando tempo e energia para que você possa usar de uma maneira mais produtiva.

2